Veja neste artigo quais são os cuidados ao montar um e-commerce para franquia sem criar problemas com a rede de franqueados. O que é possível fazer para montar a loja virtual de uma franquia sem criar atrito com os franqueados.
Veja neste artigo quais são os cuidados ao montar um e-commerce para franquia sem criar problemas com a rede de franqueados. O que é possível fazer para montar a loja virtual de uma franquia sem criar atrito com os franqueados.

Cuidados ao montar um e-commerce para franquia

Existem alguns cuidados ao montar um e-commerce para franquia que muitas das vezes são ofuscados por questões técnicas do negócio, como a escolha da plataforma e planejamento de marketing.

A ideia de abrir uma loja virtual para a rede de franquias, como forma de agregar mais um canal de distribuição para a empresa, aumentando as vendas é válida, mas existem outros pontos a serem observados além dos aspectos técnicos.

Como os franqueados vão reagir a criação desse novo canal de distribuição? Será que eles não irão se sentir traídos? Como ficam as cláusulas do Contrato de Franquia diante desse novo cenário?

Quais são os cuidados ao montar um e-commerce para franquia que podem evitar esses sentimentos e reverter este cenário de forma a colocar a redes de franqueados como aliados e não como inimigos do projeto?

Em função desse problema, tão grande quanto as definições técnicas de uma loja virtual para franquia, e que dificilmente é discutido em sites especializados, vamos deixar a estrutura do negócio em si para uma discussão posterior e nos dedicar a questão do relacionamento com os franqueados.

Quais os principais cuidados ao montar uma loja virtual para franquia

Listamos abaixo os principais pontos de atrito que as franquias enfrentam ao resolverem enveredar pelos caminhos do e-commerce. Você verá que eles fazem muito sentido, do ponto de vista dos franqueados, e que com algumas soluções simples, podem ser evitados.

Evite o conflito entre os canais de distribuição físico e virtual

O primeiro item da nossa lista de cuidados ao montar um e-commerce para franquia é que muitos dos franqueados passam a ver esse novo canal como um concorrente que acabará por tirar vendas das lojas físicas.

Isso não deixa de ser uma verdade, pois em função da comodidade, é sim de se esperar que alguns consumidores prefiram comprar pela Internet, mas em contrapartida, essas comprar também funcionam como uma ferramenta de consolidação da marca.

Alguns consumidores podem começara a conhecer os produtos da marca pela web e posteriormente se tornarem consumidores no mundo físico. Portanto há de se avaliar estas duas

É interessante mostrar aos franqueados que a loja virtual da franquia funciona como mais um canal de vendas, mas também como uma ferramenta de branding. Quanto à questão das vendas perdidas para o e-commerce, há como solucionar este problema, como veremos mais adiante.

Principais cuidados ao montar a loja virtual de uma franquia

Crie um ambiente de harmonia entre franqueados e franqueador

Outro dos cuidados ao montar um e-commerce para franquia é equacionar a questão das relações entre os franqueados e a rede. É preciso idealizar um modelo de negócio que de alguma forma harmonize os interesses tanto da rede de franquias quanto de seus franqueados.

Existem modelos onde o franqueador gerencia a loja virtual e os franqueadores participam de forma integrada no processo de logística, como no caso das compras realizadas pela Internet e retirada do produto nas lojas físicas da rede. Nesse caso, o franqueado precisará ser remunerado de alguma forma pelo suporte logístico.

No caso desse tipo de participação não ocorrer, e todas as funções ficarem a cargo do franqueador, assim como o lucro, é preciso tomar muito cuidado com a política de preços da loja virtual, para que não se crie uma concorrência desleal com a rede de franqueados.

Faça os franqueados participarem do processo

Uma das opções para os empreendedores que estão em busca de saber quais são os cuidados ao montar uma loja virtual para franquia sem criar atritos com os franqueados é trazê-los para dentro do processo de inclusão no universo do e-commerce.

Uma das formas de fazer isso é, como dito anteriormente, incluir a rede de franquias no processo de logística de entrega. A variedade de formas de entrega é considerada hoje em dia uma das boas opções para aumentar a taxa de conversões de uma loja virtual e você pode usar a sua rede neste processo.

É cada vez maior o número de lojas virtuais que oferecem a opção de retirada do produto na loja. Essa é uma das formas que você pode utilizar para integrar a rede de franqueados à operação de e-commerce da marca.

Neste caso, a franquia deverá desenvolver um modelo de remuneração para os franqueados que inclua a participação nos lucros decorrentes das vendas realizadas nessa modalidade. Isso além de evitar os pontos de conflito, fará também com que o franqueado ofereça essa opção para seus clientes locais.

Analise as questões contratuais

Outro ponto que não poderia ficar de fora da nossa lista de cuidados ao montar um e-commerce para franquia é a questão legal. É preciso verificar os termos da Circular de Oferta de Franquia e do Contrato de Franquia, para se certificar que a criação desse novo canal de distribuição não fere os termos do contrato.

Alguns contratos são restritivos em termos de abertura de novos canais ou à atuação em determinadas regiões, portanto é interessante verificar esses termos com um advogado ou com uma consultoria de franquias, para que futuramente a marca não enfrente questionamentos legais.

Como você pode verificar antes mesmo de pensar em plataforma e marketing existem alguns cuidados ao montar um e-commerce para franquia que se não forem observados podem acabar gerando um ponto de atrito na relação franqueador e franqueados. Mantenha-se atualizado assinando a Newsletter do Guia de E-commerce.

GD Star Rating
loading...
Cuidados ao montar um e-commerce para franquia, 10.0 out of 10 based on 1 rating

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA