Pense no design do seu e-mail marketing

Por que você deve pensar no design dos seus e-mails?

Você já ouviu aquele ditado “não julgue o livro pela capa”? Mas como não fazer isso? Nossa sociedade é visual.

Claro que de nada adianta um design bonito, se o interior não for interessante, mas para que as pessoas fiquem instigadas a ver o conteúdo, a aparência deve chamar a atenção! Com e-mail marketing, essa regra não é diferente.

Em nosso último Webinar, falamos sobre a importância do campo assunto e como ele influencia na sua taxa de abertura, além de dicas práticas. Mas depois que ele abre o e-mail, como chamar a atenção para que ele clique e, finalmente, converta?

Uma peça bem apresentada, atrativa, tem influência direta no momento do clique. Por isso, conheça muito bem o seu cliente para saber que tipo design mais chama atenção.

Além disso, é importante pensar em como organizar as informações para que não fique confuso, evitar o excesso e que tudo fique legível.

Abaixo damos três dicas para potencializar os cliques e conversões do canal por meio do layout das peças.

Novidade

Por que você deve pensar no design dos seus e-mails?É muito importante levar novidade visual ao usuário. Utilizar templates pré-definidos de e-mail pode ser uma grande ajuda para otimizar seu tempo de criação, por isso invista em templates bem organizados e que permitam certa flexibilidade, podendo ser facilmente adaptados.

O problema com o uso dessa ferramenta é que um mesmo template utilizado por muito tempo pode se tornar uma paisagem na caixa de entrada do usuário, deixando de ser diferenciado ou gerar interesse.

Periodicamente, renove seu layout, utilize novos atributos visuais, principalmente no caso do envio de e-mail marketing em datas comemorativas, sempre respeitando a identidade visual da sua marca, afim de renovar o conteúdo.

Outra dica é utilizar ao mesmo tempo mais de um template e revezá-los, fazendo com que seja mais difícil com que o usuário se canse.

Organização

Um layout de e-mail deve ser bem organizado, com uma hierarquia de informações bem estruturara, afim de valorizar e destacar as informações mais importantes da peça.

Como de prache, as informações mais destacadas são aquelas localizadas na área nobre do e-mail, a primeira área de visualização, principalmente os primeiros 300 pixels da peça.

Pense sempre no conforto de legibilidade do usuário, pois isso é fundamental para incentivar o clique. Layouts mais claros, sem muitos elementos visuais contribuem para o conforto na leitura.

Hierarquize também as informações sempre considerando um CTA, tanto em produtos como em banners. Lembre-se que não conhecemos o usuário que está recebendo a mensagem, portanto devemos considerar que nem sempre o usuário saberá que um banner trata-se de uma área de clique se não tiver claro o call to action.

Insumos

Nunca copie um e-mail ou uma peça de um concorrente, afinal, seus usuários são cadastrados, provavelmente, em outros diversos e-commerces e, ao entregar peças muito parecidas com as já existentes, não será gerada a sensação de novidade e além disso, pode gerar sensação de desconfiança.

No entanto, é importante saber como o mercado está se comunicando, use como referência, tenha ideias e seja ainda mais criativo. O segredo aqui é surpreender o cliente de uma boa maneira sempre.

Mesmo sendo restritas as linguagens de programação em e-mail, o HTML permite usar muito a criatividade com o uso de imagens e gifs, afim de prender a atenção e interesse do público.  Por isso, inove sempre, busque os layouts mais apropriados ao seu público e monitore muito.

Não falamos sobre o layout responsível ou sobre testes A/B, mas precisamos? Tenho certeza que você já está convencido de que as pessoas hoje são multicanais e o seu e-mail será visto através de diferentes devices e que, sem o teste A/B, você não terá como saber a quais estímulos o seu cliente responde melhor.

Fonte: Blog da All In Mail

GD Star Rating
loading...

DEIXE UMA RESPOSTA