Empresas que fazem lojas virtuais - Como escolher?

Empresas que fazem lojas virtuais – Como escolher?

Quais são as empresas que fazem lojas virtuais? Essa é uma pergunta muito comum entre empreendedores que desejam ingressar no segmento do comércio eletrônico e simplesmente não sabem por onde começar.

O primeiro passo para entrar no mundo das vendas online é justamente ter uma loja virtual, mas a grande dúvida da grande maioria dos empreendedores é justamente saber qual é o caminho para ter uma loja online.

Se você fizer uma pesquisa no Google, irá encontrar uma infinidade de empresas que fazem lojas virtuais, mas fica aquela pergunta: Qual delas contratar? Será que vai funcionar? Será que não será um investimento sem retorno? Será que a loja é boa?

Para auxiliar nossos leitores em relação a melhor plataforma de e-commerce para montar sua loja virtual, recorremos ao consultor de e-commerce Alberto Valle, diretor e instrutor do Curso de E-commerce, a mais consagrada escola de comércio eletrônico do Brasil, para nos ajudar neste desafio.

Com a experiência de quem já treinou e orientou literalmente milhares de empreendedores online nos últimos oito anos, através de treinamentos ministrados no Curso de E-commerce e também na Academia do Marketing, Alberto nos ajudou a traçar o perfil de empresas que fazem lojas virtuais de sucesso. Vamos às dicas?

As empresas que fazem lojas virtuais no Brasil

O mercado brasileiro conta hoje com um bom número de opções para criação de lojas virtuais, basta ver o número de empresas cadastradas em sites especializados como o Guia de E-commerce, por exemplo.

Da mesma forma que essa é uma vantagem em termos de opções, para o empreendedor que deseja ingressar neste segmento, essa variedade acaba confundindo bastante, pois sem embasamento técnico, fica bem difícil escolher. Então, qual a solução?

Segundo Alberto Valle, o primeiro passo é entender que tipo de plataforma, sistema de e-commerce, essas empresas que fazem lojas virtuais estão oferecendo. Segundo o consultor, existem basicamente três tipos de plataformas de e-commerce:

  • Plataformas alugadas – São sistemas pelos quais você paga um determinado valor pelo direito de uso da plataforma;
  • Plataformas open source – Sistemas de e-commerce disponibilizados gratuitamente, que qualquer pessoa com conhecimento técnico pode utilizar;
  • Plataformas exclusivas – São sistemas de lojas virtuais feitos sob encomenda, que atendem a necessidades específicas de uma determinada empresa.

A grande maioria das empresas que desenvolvem lojas virtuais, disponibilizam o sistema na forma de aluguel, também conhecida como SAAS – Software As A Service. Essa é uma opção interessante para quem está iniciando, já que além do investimento ser menor, o empreendedor não precisa se preocupar com questões de manutenção do sistema.

Para Alberto, o que o empreendedor deve ficar atento é nas condições dessa locação. “Algumas empresas, além do valor do aluguel, cobram também um percentual sobre as vendas, e isso precisa ser levado em consideração, pois afeta diretamente a rentabilidade do negócio”, afirma o consultor.

A opção pelas plataformas open source só é recomendável para que conheça a fundo programação ou então que disponha de uma equipe, própria ou contratada, para cuidar das questões técnicas.

“Muita gente confunde plataforma open source com loja virtual grátis. A coisa não é bem assim. Para instalar um sistema open source, como o Magento, por exemplo, é necessário conhecer a fundo programação.” , afirma Alberto.

Já as plataformas exclusivas, são uma opção apenas para empresas que possuem necessidades específicas que não podem ser satisfeitas pelas demais opções existentes no mercado.

Para que você tenha uma noção de preço, recomendamos que leia o artigo Quanto Custa Montar Uma Loja Virtual, onde você verá os parâmetros, não só para a plataformas de e-commerce, como também os de outros custos envolvidos na criação de um e-commerce.

Como contratar uma empresa para criar sua loja virtual

A melhor maneira de identificas boas empresas que fazem lojas virtuais é avaliar seu portfólio e resultados. Por isso, nosso primeiro conselho é justamente acessar as lojas que foram desenvolvidas pela empresa e verificar seu funcionamento e avaliar se é realmente tudo aquilo que a empresa diz ser.

Outra forma bem eficiente para avaliação de empresas desenvolvedoras de plataformas de e-commerce é conversar com alguns de seus clientes, para saber sobre questões como suporte ao usuário, importantíssimo nesse tipo de negócio, e estabilidade do sistema.

“O suporte é fundamental para se criar uma loja virtual de sucesso, e muitas empresas pecam justamente nesse aspecto, por isso, conversar com alguns clientes e até mesmo pesquisar no Reclame aqui, são boas providências a serem tomadas, para se evitar surpresas”, adverte Alberto Valle.

Preço da plataforma não é parâmetro

Outro erro muito comum entre os novos empreendedores do e-commerce, é escolher entre as diversas empresas que fazem lojas virtuais, aquele que oferece o menor preço. Não caia nessa armadilha!

Segundo Alberto Valle, “Preço nunca foi parâmetro para escolha de uma plataforma de e-commerce. É o tipo de economia porca, pois não adianta nada economizar nesse momento e depois não conseguir vender nada, em função de estar trabalhando com um sistema de e-commerce limitado”.

Busque plataformas que ofereçam os recursos necessários para o bom funcionamento do seu e-commerce, e não aquela que é mais “baratinha só para começar”, porque esse é o tipo de barato que acaba saindo caro.

  Leia o artigo Como Escolher Uma Plataforma de E-commerce

Agora que você já sabe onde encontrar empresas que fazem lojas virtuais e alguns parâmetros envolvidos nessa escolha, o que acha de começar o planejamento da sua? Mantenha-se atualizado sobre esse e outros assuntos relativos aos negócios online, assinando o nosso Boletim Informativo.

Por Rodrigo Lima no portal Empreendedores Web

GD Star Rating
loading...
Empresas que fazem lojas virtuais, 10.0 out of 10 based on 2 ratings

DEIXE UMA RESPOSTA