Como montar uma loja virtual – Conheça o passo a passo para a criação de um e-commerce

Se você quer saber como montar uma loja virtual, nossa equipe trás neste artigo os principais pontos a serem observados por que deseja criar uma loja virtual de sucesso.

Para um leigo, esse pode parecer um desafio impossível de ser vencido, mas você verá que não é tão difícil assim. Só depende de método.

Com o crescimento do comércio eletrônico no Brasil nos últimos anos, é natural que cada vez mais empreendedores busquem saber como montar uma loja virtual.

Só no primeiro semestre de 2019 o e-commerce brasileiro, apesar de toda a crise pela qual o país passa, faturou R$ 26,4 bilhões no primeiro semestre, e a projeção é de fechemos o ano com um faturamento em torno de R$ 61,2 bilhões, com um crescimento de 12% em relação ao ano passado.

Principais pontos a serem observados na abertura de uma loja virtual

O processo de abertura de um e-commerce envolve diversas etapas. Seria leviano dizer que é um processo que pode ser feito de uma hora para outra, um erro muito comum entre os novos empreendedores do varejo online.

As principais etapas a serem seguidas por que planeja abrir uma loja virtual são:

Parece pouca coisa, mas acredite, tem muito trabalho a ser feito em cada um destes itens, muitas decisões a tomar. Vejamos então como montar uma loja virtual de sucesso.

O passo a passo de como montar uma loja virtual

Visando facilitar a vida de quem está interessando em saber como montar uma loja virtual de sucesso, fizemos neste artigo, um apanhado dos principais pontos a serem observados. Confira abaixo e se prepare para fazer as suas primeiras vendas!

Como Montar Uma Loja Virtual

1 – Planejamento e criação do projeto de e-commerce

É fundamental investir o tempo que for necessário na etapa de planejamento da sua loja virtual e determinação do seu modelo de negócio, sob o risco de ver todo o seu trabalho ser dobrado e além disso, sair mais caro do que realmente seria preciso investir.

Não há como montar uma loja virtual de sucesso sem que se faça um investimento sério no planejamento de toda a operação através de um projeto de e-commerce bem elaborado.

Em nosso curso sobre criação de lojas virtuais dedicamos um extenso módulo a essa parte do projeto por entendermos que em um ambiente competitivo como o que temos atualmente no Brasil, para começar uma loja virtual você precisa investir muito em planejamento.

Dê preferência aos nichos de mercado, pois neles você encontrará uma competição bem menor e portanto terá maiores chances de sucesso. Outro ponto importante é focar no público e não no produto.

Procure saber e detalhe em seu plano de negócio para e-commerce quais são as necessidades do seu público-alvo, para só depois decidir sobre seu mix de produtos.

Para complementar as informações sobre esta etapa do processo de abertura de uma loja virtual, recomendamos que você também leia a nossa matéria sobre A Importância do Planejamento no E-commerce.

2 – Escolha da plataforma de e-commerce

O primeiro desafio para quem deseja saber como montar um e-commerce é descobrir como escolher uma plataforma de e-commerce, pois ela é o sistema central de qualquer loja virtual.

Felizmente contamos atualmente com diversas opções de sistemas para criação e gerenciamento de lojas virtuais no Brasil. O importante é identificar aquele que atenda às suas necessidades.

A escolha de um sistema de e-commerce não pode ter como foco apenas as suas necessidades iniciais, mas também, as necessidades que surgiram em decorrência do crescimento do negócio.

É importante analisar detalhadamente as diversas opções disponíveis no mercado, pois a troca de plataforma de e-commerce é sempre um transtorno. O ideal é que você faça uma análise que deve ser feita com uma visão de médio e longo prazo.

Basicamente existem três grandes grupos de plataformas de e-commerce:

  1. Plataformas Open Source – São sistema de e-commerce desenvolvidos por comunidades de programadores que disponibilizam o código gratuitamente para download. São também conhecidas como plataformas open source.
  2. Plataformas SaaS – São plataforma desenvolvidas por empresas especializadas que oferecem estes sistemas para uso mediante ao pagamento de uma mensalidade ou qualquer outro tipo de taxa, como participação sobre as vendas. São conhecidas colo lojas virtuais alugadas.
  3. Plataformas Exclusivas – São sistemas de e-commerce criados exclusivamente para uma determinada empresa visando satisfazer necessidades específicas. Devido ao seu alto custo, é uma modalidade que vem aos poucos desaparecendo.

É necessário na escolha da plataforma levar em consideração o momento do negócio, o orçamento disponível e também o que você está planejando para o seu e-commerce no futuro.

Você encontrará em nosso site uma lista completa de fornecedores de sistemas para lojas virtuais, onde você poderá pesquisar e avaliar qual é a melhor opção para o seu projeto. Afinal de contas, é uma plataforma que mantém o seu negócio de pé!

Para complementar seu conhecimento sobre esta parte tão importante do processo de criação de uma loja online, sugerimos que você leia o nosso artigo Como Escolher uma Plataforma de E-commerce.

3 – Formas de pagamento para sua loja virtual

Como montar uma loja virtual envolve muito mais que tecnologia da plataforma, vejamos outro ponto que quem deseja saber como montar uma loja virtual deve prestar muita atenção é na determinação das formas de pagamento que a loja irá oferecer.

O meio de pagamento que você irá adotar é fundamental em diversos aspectos do negócio, por isso, é preciso prestar bastante atenção nesta escolha.

Em termos de meios de pagamento para e-commerce, temos basicamente três soluções:

  • Intermediadores de Pagamentos – Esta é a solução mais indicada para quem está começando, pois é mais fácil de ser implementada e além do mais, é bem fácil de gerenciar, economizando muito trabalho de backoffice com conciliação de contas. Outra grande vantagem deste modelo é que a análise de risco das transações fica a cargo do intermediador, que também pode adiantar o recebimento dos valores pagos.
  • Gateways de Pagamento – Esta é uma solução intermediária, recomendável para lojas um pouco mais maduras. O problema aqui é que toda a parte de análise de risco fica por sua conta, o que gera mais trabalho e risco. Como montar uma loja virtual é uma sequência, recomendamos esta solução seja deixada para mais tarde, quando você estiver mais familiarizado com as rotinas de pagamentos no e-commerce.
  • Integração Direta com Adquirentes – Esta é uma solução que somente se torna viável se você começar a vender produtos como um louco e atingir um faturamento que justifique partir para uma solução totalmente autônoma, onde você poderá negociar taxas diretamente com as administradoras, reduzindo assim o seu custo operacional. Somente recomendável para grandes operações de e-commerce, pois gera um backoffice muito pesado.

Para quem quer começar sem atropelos, a melhor opção são os intermediadores de pagamento. São empresas que terceirizam todo o processo de pagamento, como o Pagseguro por exemplo.

Vale a pena pensar nesta opção com muito carinho, pois é apenas uma questão de configurá-lo no painel de controle da plataforma e pronto! Para quem quer abrir um e-commerce sem ter complicação nesta área, é a alternativa mais indicada.

Além de oferecerem diversas formas de pagamentos para sua vendas online, como cartões, boleto e débito em conta, também fazem a análise antifraude, reduzindo sensivelmente a possibilidade de chargeback.

Os gateways de pagamento fazem a integração da loja com as administradoras e são mais indicados para lojas com um volume de vendas maior. Finalmente temos a opção de integração direta com as operadoras, como Cielo e Rede, uma etapa mais avançada.

Para você que deseja saber como montar uma loja virtual e quer saber um pouco mais sobre a questão dos meios de pagamento, sugerimos que também leia o nosso artigo Qual a Melhor Forma de Pagamento Para Uma Loja Virtual.

Como abrir uma loja virtual

4 – Sistemas de segurança para o e-commerce

Outro ponto importante envolve a questão das formas de pagamento, e até mesmo a integridade da sua loja virtual é o que diz respeito à segurança no e-commerce. Como montar uma loja virtual de não pensarmos em segurança?

Se você optar por usar como formas de pagamento os gateways ou operar diretamente com as operadoras de cartão de crédito, precisará de um sistema antifraude, para evitar problemas como cartões roubados, clonados e outras tantas formas de fraudes no e-commerce.

A questão da segurança em lojas virtuais vai bem mais longe do que apenas as formas de pagamento e por isso, na hora de saber como montar uma loja virtual, pare por aí. As vendas pela Internet precisam se dar em um ambiente seguro.

A segurança de uma loja envolve também a conquista da confiança do usuário, o que afeta diretamente a taxa de conversão da loja.

Para saber um pouco mais sobre o assunto, sugerimos que você leia o nosso artigo A Importância da Segurança no E-commerce.

5 – O marketing para uma loja virtual

Se você está interessado em saber como montar uma loja virtual, é bom estar preparado para se informar também sobre como divulgá-la, já que nos dias de hoje essa é uma etapa tão, ou mais importante do que a criação da loja em si.

Em um mercado cada vez mais competitivo, conseguir se destacar entre os milhares de lojas virtuais existentes, é um desafio cada vez maior.

É importante em primeiro lugar criar um plano de marketing digital para o projeto, para que possamos ter uma ideia de todas as ações que serão necessárias para divulgar a loja e calcular os custos disso.

Anunciar no Google Ads, redes sociais, definir uma estratégia de SEO e criar uma boa estratégia de e-mail marketing são pontos fundamentais a serem definidos logo no início do projeto, pois será necessário fazer algumas modificações na plataforma, para criar uma sinergia entre todas estas ações.

Basicamente, o e-commerce tem, dependendo do setor de atuação, os seguintes canais como fonte de tráfego de alta conversão:

  • Google Ads – São os anúncios pagos do Google, que fazem com que as páginas do seu site apareçam em destaque nas páginas de respostas do buscador. É ideal para gerar tráfego imediatamente, principalmente no início do negócio.
  • SEO – São as técnicas de otimização para ferramentas de busca que visam também colocar as páginas do seu e-commerce em destaque nas páginas de respostas do Google, só que sem pagar por isso.
  • Redes Sociais – Para setores como moda e acessórios, móveis e decoração e outros que trabalhem com produtos de grande impacto visual, é sem sobre de dúvida a melhor alternativa.
  • E-mail Marketing – É uma das principais fontes de conversão no e-commerce e tido como um canal essencial para uma loja virtual de sucesso, por isso não pode ficar de fora do seu planejamento.

Não se iluda com a falsa impressão de que o marketing na Internet é grátis, custa “baratinho” ou pode ser feito, de maneira profissional por aquele seu sobrinho que “mexe com internet”. É preciso investir de verdade.

A melhor forma de se preparar para enfrentar este desafio é fazer um curso de marketing digital, para saber exatamente o que você irá precisar para a sua loja virtual, o que você poderá fazer internamente e o que você poderá terceirizar.

Até mesmo para contratar serviços de terceiros, você precisa saber exatamente o que está contratando e ter subsídios para cobrar resultados. Para saber um pouco mais sobre o assunto recomendamos que você leia nossa matéria sobre Estratégias de Marketing Digital Para E-commerce.

Como montar uma loja virtual - Passo a passo para abrir uma loja virtual

6 – A logística no e-commerce

Outro desafio que quem deseja saber como montar uma loja virtual precisa enfrentar é a questão da logística no e-commerce.

O curioso é que muitos empreendedores acreditam que a logística de uma loja virtual seja apenas uma questão de entregar a mercadoria vendida, um engano que pode custar caro.

O Calcanhar de Aquiles de qualquer loja virtual é a logística, principal fonte de reclamações de clientes, basta conferir no Reclame Aqui. O produto precisa ser entregue conforme as condições estabelecidas pela loja.

Por isso, você precisa definir muito bem que tipo de estratégia de entrega irá adotar e começar a moldar sua estrutura.

Basicamente, para operacionalizar a logística de entrega da sua loja virtual você terá duas alternativas:

  • Correios – Essa é a forma mais tradicional de entrega no e-commerce, principalmente para quem está começando agora. O problema é que existe uma limitação de até 30 quilos por encomenda e você sempre estará exposto a greves e um serviço que não se preocupa muito com a integridade das mercadorias. É triste, mas é a realidade.
  • Transportadoras – Essa é a melhor alternativa, pois você não fica exposto aos problemas que citamos acima, já que em um mercado competitivo, a qualidade na entrega é um diferencial. Além disso, é possível trabalhar com remessas acima do limite imposto pelos Correios.

Agora é uma questão de escolher, entregar produtos é um dos principais desafios neste negócio, e precisam ser entregues rapidamente e em perfeitas condições, o que é fundamental para o sucesso do seu negócio online.

O cliente é cada vez mais exigente e fazer sua loja se destacar nesta área é fundamental para o sucesso do seu e-commerce. Uma das respostas sobre como montar uma loja virtual de sucesso é justamente aproveitar as oportunidades para se destacar.

Se for optar por uma transportadora, é aconselhável que feche contrato com uma empresa que já tenha tradição no segmento, para evitar surpresas em uma área tão sensível. Saiba um pouco mais sobre o assunto lendo nosso artigo Logística no E-commerce.

7 – Atendimento

Como montar uma loja virtual sem pensar em um bom atendimento e relacionamento pós-venda? Impossível, não concorda? Por isso, este é um detalhe que precisa ser incorporado ao seu projeto.

Grande parte do sucesso de uma loja virtual pode ser creditado ao atendimento a seus clientes, portanto ter uma estrutura dedicada a isso, torna o seu planejamento completo.

Coloco aqui como atendimento, também o pós-venda, pois na medida em que você fideliza a sua clientela, reduz os custos de aquisição de clientes e cria um fluxo de caixa mais estável.

Aprofunde seus conhecimentos sobre a criação de um e-commerce de sucesso, lendo o artigo Como Planejar Uma Loja Virtual.

Agora que você já tem o passo a passo sobre como montar uma loja virtual, convidamos a navegar por nosso site e descobrir mais sobre cada um dos itens abordados. Mantenha-se atualizado sobre o comércio eletrônico no Brasil e no mundo assinando a nossa Newsletter.

Por Alberto Valle, diretor e instrutor do Curso de E-commerce

4 COMENTÁRIOS

  1. Bastante completo o artigo sobre como abrir uma loja virtual. Minha única dúvida é em relação aos custos envolvidos. Vocês poderiam me dar uma ideia de valores?

  2. Gostei bastante do tutorias sobre como abrir uma loja virtual. Muito completo e explicativo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here